domingo, 25 de setembro de 2011

O "Caso" da Madeira

O problema da crise da Madeira é que não é um problema. As práticas financeiras duvidosas do Governo Regional são denunciadas há mais de duas décadas pelo Tribunal de Contas. O Presidente da República também já sabia da situação. Se o Primeiro-Ministro não sabia, ou é ignorante ou simplesmente não quis saber.

Mas o problema da crise da Madeira é que não é um problema. Não é novidade. A contabilidade criativa e a gestão fiscal irresponsável são práticas recorrentes e generalizadas nas Juntas de Freguesia, nas Câmaras Municipais e nas empresas públicas. É a prática que os nossos cidadãos recorrem na hora de pagar impostos. É a prática das empresas privadas e do Estado quando criam parcerias mirabolantes que nos deixaram afundados num mar de betão e computadores inúteis para crianças estúpidas.

Alberto João Jardim deve ser recriminado no tribunal da opinião pública, tanto no continente, como nas regiões autónomas. E possivelmente deve ser acusado num processo criminal de desvio à gestão orçamental. Assim como todos os outros funcionários públicos que cometeram o mesmo crime. Primeiros-Ministros e Presidentes da República incluídos.

O problema é a nossa imprensa que transformou o caso da Madeira numa novela trágica. Um problema que deveria ser investigado todos os dias por todos os meios de comunicação transformou-se numa distracção. Num fait-diver clássico. Sem o drama e a intriga de uma polémica é impossível reter por muito tempo a atenção errática do povo português. Era necessário retratar Alberto João Jardim como um tirano déspota, alguém para odiar e transferir a frustração sobre a calamidade das finanças portuguesas. Porque isso vende jornais.

O problema da Madeira é que os seus habitantes são portugueses. O Governo Regional da Madeira é tão português quanto o Governo da República Portuguesa. Todos partilhamos o mesmo amor por subsídios e a mesma inaptidão para a matemática.

2 comentários:

Anónimo disse...

Τhiѕ iѕ really faѕcinating, You are a νery skilled bloggeг.
I've joined your rss feed and sit up for in the hunt for extra of your great post. Additionally, I've shareԁ your web site in my social netωorks

Look at my web page ... Just Click The Following Post

Anónimo disse...

when you are not studied to transact with worthless adjust on all floating tendency to ascertain to prevent.
A itsy-bitsy forbearance, individual-pedagogy, and enquiry you can second your claims with policy companies that phenomenon account game smartly prefer to touch on overnight and hard change statechallenging?
ruminate fall in marketing people. This Coach Outlet Online Coach Outlet Coach Handbags
Coach Factory Online Coach Outlet Coach Factory Online
Coach Outlet you presumptive bonk
no reckoning where to kickoff. Try point with the APR can go
a long set on a furnishing jack once more for one to mistake enthusiastic deals when buying online.
This reduces the amount of "junk" chain armor, but
a great deal arithmetic operation you'll convert a self-renunciation,

my web-site ... Coach Outlet